Instituto Manguezal




Com apoio do Basa, projeto estimula ações sustentáveis, com geração de emprego e renda

Estimular o crescimento e o desenvolvimento sustentável da Amazônia e de toda a Região Norte sempre foi uma das missões do Banco da Amazônia. Saber que novos projetos estão surgindo graças à facilidade de crédito é mais do que um orgulho, é a certeza de que estamos indo no caminho certo. E quando missão e propósitos se encontram, a trajetória fica ainda mais bonita. Essa, aliás, é uma dessas histórias que vamos te contar hoje. 


Estamos falando do Instituto Manguezal, idealizado em 2013 por meio de um grupo de surfistas e pesquisadores que tinham como propósito promover o desenvolvimento de projetos sustentáveis, com geração de emprego e renda para comunidades de base, garantindo a inclusão social de população em vulnerabilidade social.  A ideia do projeto deu tão certo que o Instituto Manguezal se tornou uma entidade de utilidade pública reconhecida por meio da Lei Estadual 8.182/2015. 

Com sede administrativa em Belém, o instituto conta ainda com uma base de operações no município de Salinópolis e, de lá para cá, vem promovendo uma série de projetos de inclusão social e capacitação de mão de obra qualificada. Nossos caminhos se cruzaram em 2016, quando nos tornamos um dos primeiros parceiros do projeto, estabelecendo uma relação mútua de confiança que até hoje nos gera imenso orgulho.

Durante esse período, o Instituto Manguezal foi selecionado nos editais de patrocínio nos anos de 2017 e 2018; e este ano, 2021, não foi diferente. Com um processo lícito e transparente, essa parceria assegura visibilidade e exprime toda a ética do trabalho realizado pela instituto. 

E é por meio dessa parceria entre Basa e @institutomanguezal que o projeto Tenda Verde nas Praias se consolidou como uma ação permanente, em que catadores de materiais recicláveis passaram a ser reconhecidos como essenciais na gestão de resíduos sólidos. Além disso, a imagem do instituto se consolidou no mercado a ponto de comprovar que é possível gerar renda com sustentabilidade. 

E se você pensa que a nossa história terminou, o futuro ainda reserva muitas coisas boas para esse encontro entre missão e propósitos. Para este mês de julho, o Instituto Manguezal retoma o projeto inicial, agora como Remada Tenda Verde, no qual pretende  fomentar uma cultura oceânica, trocando resíduos sólidos por aulas de stand up paddle e caiaque, realizando intervenções ambientais com aulas, exposições de fotos e dados de pesquisas sobre o lixo nos oceanos junto a turistas, servidores públicos  e trabalhadores do turismo. E nós, do Banco da Amazônia, estaremos presentes mais uma vez, apoiando e estimulando o desenvolvimento de projetos como esse, sustentáveis e, ao mesmo tempo, geradores de emprego e renda para a população. 

Gostaríamos de encerrar essa bela história com um muito obrigado por ter o Instituto Manguezal fazendo parte de alguns capítulos importantes da nossa história de 79 anos, construindo um banco sustentável para o povo amazônida. Mas descobrimos que, hoje, somos nós que recebemos o presente, com um trecho de encerramento enviado pelo próprio instituto:

“Desejamos que o Banco da Amazônia se perpetue na nossa sociedade e se fortaleça cada dia mais, para que a sociedade civil se conscientize sobre o desenvolvimento sustentável”. 



POSTS RELACIONADOS