Governo Federal destina R$ 128 milhões para o Turismo da Amazônia por meio do BASA




O presidente Jair Bolsonaro, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, e o ministro da Cidadania, João Roma, estiveram na última sexta-feira, 23, na Base Aérea do município de Belém-PA para a entrega de cestas de alimentos a comunidades tradicionais do estado do Pará. Bolsonaro fez a entrega das cestas, em ato simbólico a um casal de Muaná, município do Marajó. Antes, em sua chegada, foi recebido pelo governador do Pará,  Helder Barbalho.

O investimento para a entrega das cestas básicas, no Pará, é de aproximadamente, R$ 65,5 milhões. Um total de 178.173 famílias serão beneficiadas, com a distribuição de 468.155 cestas de alimentos. A ação faz parte do projeto Brasil Fraterno do Programa Pátria Amada , coordenado pelo Ministério da Cidadania.


O Ministério do Turismo assinou repasse de R$ 128 milhões  do Fungetur ao Banco da Amazônia (BASA) para operar na região amazônica no setor de turismo.

De acordo com o presidente do BASA, Valdecir Tose, trata-se de um recurso novo para a região amazônica, através do Fungetur que é o fundo geral do turismo, do Ministério do Turismo que destina recursos para as empresas e empreendimentos turísticos e o Banco vai disponibilizar para a região amazônica. 

O Fungetur é um fundo que financia empreendimentos do setor do turismo em todo o país com taxas e prazos diferenciados, desde que estejam registrados no cadastro oficial de pessoas físicas e jurídicas deste segmento, o Cadastur.

“O Banco vai começar a operar com esta nova fonte de recursos no início do segundo semestre. Ainda não vamos fazer as liberações nesse primeiro semestre por causa do momento muito crítico da pandemia”, informou. 

O presidente informa que a partir de junho, os empreendedores podem procurar todas as agências do Banco da região para providenciar a abertura de conta e realizar cadastro junto à instituição. O presidente afirmou que o limite do Fungetur é bastante aberto, podendo ser usado tanto para o capital de giro tanto para o investimento. “É um momento importante que vai atender a restaurantes, bares, lanchonetes, hotéis, parques aquáticos, transporte turísticos e etc. É um grande grupamento de empresas que poderão ser financiadas pelo FUNGETUR”.



POSTS RELACIONADOS